Em tudo que ele fez
Percebo, ele me trazendo um recado.
Sei que o ser que mora dentro dele
Se pudesse sairia por ai desbravando o mundo.
Eu percebo nele
Um ser que se amedronta
Diante do espelho da vida
Quem eu sou quem eu serei?
Mas quando ele sorri
Algo de mágico nasce
Percebo uma felicidade
Que ele não sabe explicar, mas sente.
Quando ele me olha
Ele é o sol, pai do dia...
Mas quando ele fecha os olhos
Como se não quisesse
Ver o que lhe cerca
Ele é a noite, mãe do silencio.
Por isso entendo seus medos
Amo seu mistério
E sei que eu não existiria
Sem sua presença em minha vida.
Autora
Liê
mãe de um rapaz que está autista!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!