Esboço!

Eu rabisco linhas, eu sonho.
Sonho sempre
Para sempre o dever de sonhar
Recito para o espelho
O que eu preciso te contar
Mas um dia...
Num jardim todo florido de onze horas
Iremos nos deitar...
Olharemos para o céu azul lilás
Voaremos com os pássaros
E eu ouvirei de novo
Sua voz a cantar canções de ninar.
Pois foi o que de você eu puder guardar.

Autora
Liê Ribeiro/1999.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.