Vamos sorrir
Do que?
Oh! Dura vida,
Mole coração
Chora e deságua dores...

Vamos brincar filho
Você se veste de normal
Eu me finjo de duende...
Que loucura será viver assim.

Vamos cantar...
Que musica?
Talvez aquela
Que te fará sorrir...

Há quanto tempo
Eu não te via chorar.
E que choro doido, filho...
Mas como é linda sua lágrima

Como me dói saber que é de tristeza
Incoerência do sentir...
Com você é sempre assim...
O que é normal para ti é mistério para nós.
O que é mistério para ti...
Estamos sempre do lado de fora...

A espreita para te alcançar além do mar...
Nesse oceano que carregas dentro do peito
E que às vezes te afoga em medos e angustias
Tão distante de nossa frágil compreensão...

Mas vamos seguindo
Pedindo que o destino
Contemple-nos com a paz
Para que você envelheça.

E um dia eu parta confiante.
Que em alguma galáxia
Eu irei rever esse teu lindo olhar...
E naquele abraço que faltou.

Seguiremos por outra alameda,
Quem sabe você me contando
Como foi seu aprendizado
E eu dizendo o quanto eu o amei...

Autora
Liê Ribeiro

mãe de um rapaz que está autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.