A mulher!

A mulher em mim,
Percorreu caminhos
Que foram flores e espinhos...
A menina que há em mim...

Nunca morreu,
Ainda sonha,
Ainda se esconde,
Dos predadores e amadores...

A menina que cresceu...
Queria ainda crer
Que a fantasia não é solúvel
E não se apaga com o passar do tempo...

A mulher que mora em mim...
Ainda ama o desconhecido ser.
Que a desejará tão intensamente.
Que coração e mente não se distinguirão...

E todas as flores de um jardim imaginário
Fazem parte do cenário da visão da mulher...
Voaram sonhos,
Nasceram filhos...

E pela estrada sempre uma pegada de mulher...
Mostra a exata trilha para as estrelas,
A mulher que comanda e conquista.
A cada dia, a duras penas seu espaço...

Mas o pó da estrada ainda a cobre,
Ontem adormeceu a menina,
Hoje despertou a mulher...
Contornos e formas que não são somente matéria...

Quem reconhecerá sua essência?
Aquela que indica o mapa
Para se chegar ao coração,
Que bate e sangra por um amor sincero....

E se o corpo envelhece
A mente às vezes esquece
As marcas chegam
Que lindo ter aprendido
Que a menina,
Tornou-se Mulher..
A filha, a mãe á avó.
O lado feminino de Deus!


Autora
Liê Ribeiro
paz e luz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!