O mundo a beira de uma guerra nuclear...
E ainda se faz da vida uma canoa furada
Aonde quem não souber nadar
Por certo se afogará...

Quando? Todas as coisas pequenas
Serão grandes dentro dos nossos corações...
E a dor que sentimos agora
Passará, voará, pousará em outra ilha...

Quando essa solidão capitalista
Dará lugar á uma comunhão de mãos...
Que se apertam e se unem...
Para vencer os obstáculos...

Quando o ideal de um apenas ?
Será o sonho de muitos, que querem amar...
Quando entenderemos que somos aprendizes
Nesse mundo subjetivo, coletivo...
Mas sem nenhum altruísmo visível...

Há bondade decerto...
Mas porque ela não cabe nessa lida diária...
De cada um, de cada ser, de cada manhã...
Porque vivemos a expectativa de uma bala
Rompendo nossa consciência?

Porque não nos sentimos seguros e felizes...
Momentos que passam como nuvem no céu...
E ser realista é compor a dor como definitiva...

Mas o sorriso quer nascer...
A Fé não pode ser vencida...
Nem no campo de batalha,
Nem numa esquina qualquer do mundo...

Não, a fé vive por si somente...
Vem em nossa genética...
Passarei como passarão todos
Mas a fé viverá para sempre...
Numa nova humanidade que renascerá...
-----------
Além de mim,
Somente você,
Além da dor
Alguma flor...

Além da fala
A palavra...
Dita, escrita
Ainda por ser inventada...

Além dos olhos
A visão...
Às vezes tão turva
Pela desesperança...

Além da descrença
A fé teimosa...
De quem já foi vencido
Por esse dia frio
Tão frio de amor...

Além do desamor
Alguma luz...
Que não podemos apagar...
Soprar as feridas cálidas da vida
E seguir...

Além da mentira dos sem escrúpulos
A verdade sempre reinará...
Além da sua deficiência
Sua beleza angelical...

Além da maldade dos intelectuais
Sua bondade de anjo...
Mas além da vida
A morte, final da estrada para todos...

Além da morte
Uma outra dimensão

E se há uma nova estrada.
Que a busquemos com força e vontade.

Porque além das nossas duvidas
O universo continua a trabalhar...
E eu sei que vamos nos reencontrar...
Além...

autora
Liê Ribeiro
Paz e luz...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!