Vamos lá...
Quem disse que você está derrotada...
Vamos lá.
Essa dor é um alerta...
Desperta...
Esse caminho sem flores...
Essa terra árida...
A forçara á caminhar um pouco mais...
Quem se importa?
Segue...
Os passos estão em seus pés... Siga...
O tempo nunca pára...
Nunca.
Segue sempre o seu curso...
Na medida dos séculos contatos...
Vamos lá...
Quem te disse que seria fácil...
Há vidas por vencer...
Há lógicas por perseguir...
Há sonhos ainda não sonhados...
Um coração maltratado, a espera
Da paz de um amor finalmente dividido
Fatias de aspirações que se casam.
Nenhum objetivo deveria ser concreto
O sentir é sempre abstrato...
Na incoerência das palavras...
Há sempre algo por dizer...
Ficou o passado, colado no ontem
Vem o futuro, cravado em nossa trajetória
E toda dor é válida, e toda luta é edificante
Nunca devemos abaixar a guarda...
E para boca seca, toda água...
E para continuar, apenas a estrada, vamos lá...

Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!