Não se esconda
Eu não te farei mal,
Eu não pretendo
Descobrir teus segredos
Nem revelar-te ao mundo
Apenas olhar teus olhos
Entender teus gestos...

Não se esconda
Minha curiosidade não é de revista
Apenas descobrir quem és...
Se já nos conhecíamos,

Se há alguma empatia,
Nessas linhas com seus sentimentos,
Responda-me com teu sorriso,
Quero enxergá-lo em meio as lágrimas
Eu te conheço sem ver-te...

E quando o mistério cair na cortina da vida
Saberás que todo poeta é meio profeta,
Meio anjo, meio demônio, quase imortal...
Pois ele parte, mas seus poemas ficam...

Mas lhe peço não se esconda mais...
Valerá à pena, arder, sofrer, ser feliz
Poder reencontrar-se no espelho,
Sair das sombras e brilhar como um arco íris...

Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz

Comentários

  1. Oi, Mário que bom que você tenha apreciado.
    aquele abraço
    Liê e Gabi autista.

    ResponderExcluir
  2. Liê, como eu sinto a tua poesia. Linda. E o Gabi é um rapaz lindo que você muito ama. Sinto-o, tal como eu e a Mãe amamos muito o nosso Bruno!

    Ele adormeceu agora. E como ele é lindo a dormir. É um anjo, tal como o seu Gabi.

    Um abraço e obrigado pela tua poesia
    MR

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!