Encanta-me olhar teu sorriso,

Encanta-me eu viver alguns períodos de paz...
Encanta-me, revelar-me para a poesia...
E a vida feita de retratos revelados aos poucos...

Não escondo os traços...
Não procuro falhas...
Encanta-me aprender diariamente
Que as horas são necessárias...


Que todos os momentos ficam gravados
Em nossa alma...
Encanta-me a oração baixinha
Sussurrando ao pai que com certeza sempre nos ouvirá.


Encanta-me as mãos estendida, a fé no simples
Cada gota derramada para formar todo o rio...
Encanta-me o mar lambendo a areia macia...
E toda criação refletida no por do sol...


E se olhos não se enevoarem com a mágoa
Eles sempre verão a beleza na mais ínfima criatura...
Seja na lagarta rastejante,
Que um dia se tornará numa linda borboleta multicor...


Encanta-me essa possibilidade...
Seja na densa floresta
Aonde todos os Deuses se unem
E todas as energias formam


A grandeza da natureza...
Encanta-me por um instante não importa
Imaginar que nada criado pelo universo de Deus
Será destruído pela mão do ser humano...
Preciso crer a cada segundo, a cada amanhecer


Que acordarei abrirei a janela
E aquele lindo beija-flor estará ali dançando
Entre as lindas rosas do meu Jardim...
Se for sonho, não me acordem,
Encanta-me ainda saber-me sonhando...




Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.