Essa poesia é para você

Que nem me conhece
Nem me vê...
Essa poesia é para os estúpidos
Aqueles que ainda acreditam


Nas linhas, nas entrelinhas,
Em todo sentimento
Que nelas é colocado...
Sem verbetes.


Sem correções tolas
Não podemos corrigir sentimentos,
Nem vencer a solidão
Pois ela é coletiva...


Essa poesia é para expurgar a loucura
Fazer dela algo que não nos consuma
Em desalento, esse descrédito...
De um mundo melhor...


Essa poesia é para você de olhos tristes...
De desconhecida fisionomia
Que posso ter esbarrado em alguma esquina
E nem ter percebido sua dor


Essa poesia é para te pedir perdão,
Se eu pudesse limparia suas lágrimas,
Abraçaria-te apertado,
Entregaria-te essa poesia
E te diria, não estranhe é para você!






Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.