Derramo flores
Persigo sonhos
Quantos mais
Terei que conquistar?


Foi ontem.
A menina,
Vestida de menino
Para poder ter mais liberdade.

Não posso imaginar-te preso
Em lugar nenhum
Nem em si mesmo,
Não posso...

Há uma lágrima fugidia
Querendo nascer...
Mas eu não quero nesse momento
Chorar...


Cantamos juntos.
E o teu sorriso
Ainda está em minha memória.
Uma brisa leve bate em teu rosto
E eu preciso banhar-me
Em algum rio...


Preciso parar e orar...
Preciso parar para te observar
A Crescer tão lentamente
Que o tempo poderia desacelerar.


Foi ontem,
O medo, a dor, e alguma esperança sutil...
Todas as possibilidades impossíveis,
E o mundo para te apresentar
E nenhum prazer dele ao te conhecer.


Precisamos regar as flores
Precisamos descansar a mente
Precisamos apreciar a natureza
Ouvir o som dos pássaros.


Precisamos crer
Naquilo que ninguém crer
É do nosso extinto
Lutar contra todas as marés.


Mas hoje nós cantamos juntos
Olho no olho,
E para sempre o seu sorriso
Viverá em mim...


Autora
Liê Ribeiro
Mãe de um rapaz autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.