A Qualidade do silencio
Toda nossas mazelas internas
Não há luz em seus olhos turvos,
Não podemos reter imagens
Que há muito já passou.

A qualidade do silêncio
E os olhos dizendo tudo.
Mas quanta nuvem
Nesse seu olhar...


Enxugue essas lágrimas
Que inundam tua alma
Afogam-te em desespero
A subjetividade da vida
Nesse breve piscar de olhos...


Toda a sua vida,
Aqui nesse instante,
Não enterre a perspectiva
de vencer  a dor.
Há uma estrada de chegada
Mas há uma estrada de ida


Uns vão mais cedo,
Outros esperam para ir
Todo vazio dentro de nós
E desaprendemos a preencher.


A qualidade do silêncio
Quando todas as passagens
De nossa existência
Vem como filme em nossa mente.


Não podemos deter o tempo
Não podemos criar formulas
Que nos impeçam de sofrer
Mas podemos ter fé...


Mesmo que tudo e todos nos testem
Mesmo que o silêncio
Apenas nesse momento nos torture
Devemos seguir meio mancos, meio crentes


Quase felizes...
Falta tão pouco,
Mas que pena que não acreditamos...
Na qualidade do silencio...


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz...

Comentários

  1. Lendo os seus poemas percebe-se a sua luta e o seu amor. Vê-se também que acredita na vitória que certamente virá. Continue sendo guerreira e vencerá. Como você diz...paz e luz

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada por suas palavras, e por estar aqui...

    paz e luz
    Liê

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.