Ouça o que eu preciso dizer
Essa voz que nunca fala
É a minha consciência...
Não posso ser somente lamentações.


Há uma história por contar sempre.
Capítulos de alegria e de tristeza
Porque não?
Ouça o silencio.


Quando a vida dorme
E os transeuntes se aquietam,
Nossa vida é um flash back...
A passar na parede vazia
Do nosso quarto.


É a solidão nos testando.
Uma montanha russa
Às vezes a vida nos tonteia.
Mas ouça o que meus olhos dizem
Mas do que minhas palavras
Que muitas vezes se perdem em mim.


Ouça a paz...
Ela pousa uma folha solta
Na varanda...
É o renovar do mundo.
Não precisamos sempre
Ter algo a dizer...
Ouça a chuva imaginaria
Que em dias de secura
Vem nos despertar.


O que importa mesmo
É ter muito por ouvir
E pouco por falar...
Eis aí todo aprendizado!


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz...











Comentários

  1. Maravilha de poema e de aprendizado.
    Vc como sempre bebendo da mais pura fonte de inspiração.
    Parabéns Nimue.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.