Imagina-se a lua
E lá estão suas fases
Imagina-se a imensidão do céu
E lá estão às estrelas.
Imagina-se o mar
E lá está o sol se pondo
Imagina-se a terra
E lá está à flor nascendo
Imagina-se a vida
E lá está a morte
Alertando-nos.
Imagina-se Deus
E lá esta a fé.
Querendo mover montanhas.
Imagina-se a mãe
E lá o ventre...
Pronto para um novo ser.
Imagina-se o amor
E lá está o coração sofrendo
Imagina-se a lágrima
E lá está toda cachoeira
Rompendo nossas resistências.
Imagina-se o trem
E lá está o trilho
Compete-nos seguir.
Imagina-se o vôo
E lá está o pássaro
De asas grandes...
Imagina-se a chegada
E lá está a plataforma
Alguém a nossa espera.
Imagina-se a partida
E lá está estrada
Que nunca acaba.
Imagina-se a chuva
E lá está a tempestade
Rompendo o infinito.
Imagina-se a paz
E lá está a guerra
Matando a esperança.
Imagina-se a criança
E lá está o velho
Cansado de viver
Imagina-se o fruto
E lá está a árvore
Seca de não florescer.
Imagina-se o peixe
E lá está o rio
Com sua nascente
Em tudo na vida é preciso imaginar
E a realidade sempre padecerá

Nas estrofes dessa Imaginação!


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.