Procuro meu filho
Ele pode estar
Em cada gota de lágrima
Que derramo nas horas de solidão.


Procuro meu filho
Ele pode estar
Em todas as noites de insônia.
Nos dias de dores atrozes.
De vida reinventada para se adaptar.


Procuro meu filho,
Nas horas em que pude descansar
Querendo entender seu pesar.
Querendo encontrar sua rota...


Procuro meu filho
Na esperança que não deixei morrer
Nas estrelas que insistem em brilhar
Nas noites de paz que pude vivenciar.


Procuro meu filho
Dentro do meu olhar.
Algum vestígio que me faça encontrá-lo.
Algum rastro que me faça segui-lo...


Procuro meu filho
Na mudez das horas que passam
No tempo que não podemos perder.
No amor que jamais deixarei de sentir.




Autora:
Liê Ribeiro
Mãe de um rapaz autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.