O que você espera de mim?

Um poema definitivo.
Linhas cobertas de fantasias...
A língua é mais venenosa que o olhar.
Então eu me calo me nego a falar...
Talvez eu um dia desista da palavra
E somente escreva,
Meu olhar perdido na folha em branco,
A vida em branco...
E você sorri para o arco Iris,
Mas tudo é tão raro...
O sentir é raro,
O simples é raro
A verdade é rara
Quem sou eu para ser poeta? Pergunto-me.
Sou uma escrevente de tolas idéias
Cheias de erros,
Mas não se pode
Consertar sentimentos.
Mas eu leio os mestres
E minha acanhada intenção de escrever quase esmorece
Mas eu sinto, sinto cada batida latente da poesia
E mesmo que eu queira fechar o pensamento,
Ela vem em noite quieta, e dança em minha frente
E baila em minha alma, me acorda, grita aos meus ouvidos.
Talvez esse poema definitivo nem exista,
Seja somente uma simples gota de tinta no papel.
Nem tenha um autor...


Liê Ribeiro
Paz e luz.

Comentários

  1. O arco-íris é a nossa aliança que se estampa no céu; que numa hora nubla,depois chove e fica azul...tão surpreendente quanto você!...E o amor, poema definitivo com autor!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!