Amar o amor e ser amada , eis toda razão da vida!




Amar-te é renascer das cinzas
Quase viva
Quase supremo
Uma viagem pelos céus


E nenhum Deus nos acusara
Porque amar-te é um suspirar
De vendavais...
Levantando todos os lençóis de nuvens


E toda dor se vai
Em lágrimas de amor...
A felicidade também chora
Mais nessa hora é de prazer...


Confesso
As águas de minha alma
Inundam-me em lágrimas saborosas
Sinto que morro.


Pois amar-te
Faz-me quase divina
Um fogo em minhas veias
Queimando todas as resistências


Alma e corpo
Um dilacerar de razões
Porque paramos o girar das rodas.
E mundo se resume


Nessas poucas horas
Numa eternidade de sonhos
Que plantamos em tantas vidas
Quantas tantas ainda por vir.


Porque amar-te amor...
É para sempre,
Porque o sempre
Em nós nunca acabará!


Autora
Liê Ribeiro
paz e luz

Comentários

  1. Nossa que lindo este amor!!!

    ResponderExcluir
  2. A! poeta quando ama é para sempre, mesmo que todas as lógicas queiram negar esse amor...
    O poeta quando ama é poesia rimada, são dores saradas.A vida em gotas mágicas.

    Liê

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.