Você é assim!



Você é assim

Um olho em mim
Outro perdido
Em algum lugar
E eu respeito.


Deixo você viajar
Na melodia
Mas minha vontade
Era pegar-te pela mão
E voar...


Há tantas galáxias
E nós aqui fixos no chão
Poesia,
Poesia.


Você é assim
Sorri pro sol
Canta para o nada
Fala sozinho
Ou será que tem
Alguém escondido
Dentro de você?
Que você quer libertar...


Mas você é assim
Ouve a gota de chuva cair

E quer lamber todo mar...
Devaneando na vida.


Você é assim
Simples como o amanhecer
Nós que lhe tornamos
em um ser estranho...
Pura ignorância...




Porque você assim.
Dia e noite, tarde
Um contemplar em busca
De algo similar...


Concreto, exato, frio?
Mentira...
A ordem das coisas
É organizar ao redor
Para que nenhum monstro se aproxime.




Pois você é assim...
E para te enxergar
Precisamos limpar os olhos
De toda nevoa que o mundo cria...
Ou que nós mesmos colocamos.
Pois se desejamos que  você fosse igual.
Você  continuara a ser assim!
Um ser especial...


Autora
Liê Ribeiro
Mãe de um rapaz autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!