Como um grande amor
Resiste às grandes turbulências?
Como um grande amor
Carrega todas as dores
Por tantas vidas,
Pedras e gelo...
Chuva e terra Arida.
Como um grande amor
Protege-se das grandes tempestades?
Ventos que jogam pelo chão
Vestígios de poemas do amor eterno
Há tanto tempo escrito.
Como um grande amor
Derrota a solidão?
Da casa abandonada
Das janelas semi-abertas
Das sombras de dois corpos.
Fantasmas de uma estrada
Sem a ponte...
Sem a terra encharcada
Sem a beleza da montanha.
Como um grande amor
Não se mágoa, nem vive aflito?
Como um grande amor
Dentro de nós se fortalece?
Seja por um coração teimoso
Sejam as lembranças tantas
Seja a poesia escondida
O olhar como um prisma
A romper nossa retina
Seja o que está escrito
No nosso destino
Seja simplesmente
Nossas almas gêmeas

De tanto amor...


Autora
Liê Ribeiro
paz e luz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!