Eu não me apaguei
Eu somente
Adormeci meus sonhos...
Quem sabe um dia eles voltarão...

Eu não sufoquei meus sentimentos
Derramei-os no papel
E em mim eles sempre viverão...
Eu não fui embora
Pois não sabia para onde ir...

Qual o meu verdadeiro lugar?
Talvez seja num coração aberto...
Num peito amigo,
Numa amante das palavras.
Seja em seus devaneios...

Eu quase me afundei no oceano da solidão
Como eu não sei nadar
Soltei o meu pensar...
E ele navegou por momentos
Tão intensamente vividos.

E o sol saiu
E todas as nuvens se dissiparam.
Eu não deixei de sorrir
Somente algumas lágrimas
Ainda insistem em cair.

Talvez lavando o que de pior há em mim.
A felicidade é uma estrada
De duas vias...
Quem não souber trilhá-la
Acaba na contramão do destino.
Esmagado pela desilusão.

Mas a felicidade é um instante
Alguns minutos unicamente
E se já á vivemos
Sejamos fieis ao que sentimos.

Autora:
Liê Ribeiro
Paz e luz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.