Hoje pensei:
Se eu fosse embora
E se você nunca mais me visse?
O que passaria em seu interior?
Como seria o seu dia a dia?


O amanhecer, entardecer, anoitecer
O tempo apagando os meus vestígios
Dentro de você, será?
Fazemos parte de uma história estranha.


E eu na minha estupidez...
Achei que jamais sentirias a minha falta.
Pouca coisa me realiza.
Um sorriso sincero
Uma coragem valente
Um sentimento puro...


Qual não foi a minha surpresa
Quando nas horas que ficamos longe
Ao retornar...
A sua alegria, seu sorriso, seu abraço
Fizeram-me chorar...


Quantas vezes
Tu foste indiferente a minha presença.
Partindo sem me olhar
Voltando sem me notar.


Pensei:
Será que mereço esse amor conquistado
Um amor sem palavras, cheio de gestos
O brilho dos seus olhos a me ver
Atravessaram minha incredulidade.


Rendi-me ao destino
Ao seu jeito diferente,
Rendi-me a esperança
E não quero mais pensar
No ir ou no ficar
Somente em vivermos o nosso desígnio.


Autora
Liê Ribeiro
Mãe de um rapaz autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.