Esse é o nosso Mundo



Nosso mundo se reduz
A poesia e a música
E nesse emaranhado
Em que vivemos

Adoro ver sua alegria
Ao som da sua melodia.
Queria fazer uma releitura
De sua gravura no quadro


Antes, com o olhar distante
Hoje com um semblante tranqüilo.
Será a idade que teima em chegar
Também para você?...
Nosso espaço milimetricamente desarrumado.


E você somente se preocupa com uma bolsa.
Ritualiza sua existência
Para que a mesma tenha algum sentido
Seu cérebro pronto para vencer


Os neurônios- espelhos, encurtados pela genética
Mas seu jeito maneiro de ser
Simples no caminhar pela inocência
Faz-me pensar...


Quem eu desejaria que saísse daí?
Há uma beleza de alma em ti.
Infinitamente além da nossa compreensão
Mas também há os encarcerados da dor
Que se debatem para arrancar aquele ser
Que não consegue fazer-se entender...
Então, a ponte é a expressão...


A compreensão por sua forma diferente
Limpar a pele e a carne
Amar o toque o carinho
Criar uma estrada perene

Sem dores inúteis...
Não lutar contra a vida
Cavar o mais fundo do nosso interior
E enterrar o medo...


Não ter preconceito
Não se iludir com promessas
Criar um jardim nessa selva de pedra
Andar de mãos dadas


Sem importar se és adulto ou criança
Mostrar que o amor
É nítido, ambivalente
E nossa existência então terá valido.


Autora
Liê Ribeiro
Mãe do Gabriel/ TEA.

Comentários

  1. VC me emociona com sua poesia... é lindo esse Amor incondicional pelo GAbi. VCs moram no meu coração!! Um beijo na testa do Gabi com carinho. MArta

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.