Queria somente um tema
Qualquer um...
Queria não refletir sobre nada
O velho filme rodando
Em minha mente...
Riscos e resenhas.


Passamos à vida
Buscando uma magia
Qualquer uma...
Aquela que nos surpreenda
Em meio à confusão do dia.


Mas nada muda
Porque mudar?
Restos e sobras
Vamos engolindo.


Falta-nos coragem
Alguma disposição
Que não seja essa morna existência.
Talvez seja o tempo chuvoso
As respostas que nunca chegam.


E a briga constante
Entre o levantar vôo
E o pensar rasante
Falta-nos coragem
Para admitir a carência.


E a luta irracional
Da razão contra a emoção
Tudo tão irreversivelmente frio.
Sem sabor e real demais.
Para uma alma amante das aventuras.


Queria o ontem no hoje
Queria reescrever minha trajetória
Descortinar as brumas da minha visão.
Não carregar tanta culpa.


Queria adormecer meus pesadelos
Queria acordar meus sonhos
Trazer um pouco de sol
Para minha tarde chuvosa.


Um sorriso e uma lágrima.
Pior que sofrer por algo
É se sentir indiferente
Inconteste falta-nos esperança!


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.