Eu não sei como me expressar hoje.
Não sei...
Quando penso que já escrevi
Todas as poesias para você...
Vejo esse olhar, esse sorriso
E me perdoa, começo a chorar
Uma mistura de alegria e medo
A! Rapaz, como eu te amo!
E nesse momento penso:
Quantos mares nós atravessamos
Quase nos afogamos,
Quase perdemos a vista
Da terra firme...
Quase desistimos de nós mesmos...
Mas que tola mulher
Você sempre esteve aí...
Uma conchinha fechada
A espera de uma luz para se abrir...
Lindo rapaz
Sua beleza vem de dentro
Lá onde o mundo se torna mágico
Onde eu fui te buscar,
Onde eu queria na verdade ficar.
Para também me refugiar dos males do mundo.
Mas aqui estou quase meia noite
De uma meia vida
Que quando vê e revê essa foto,
Acredita na vida,
No destino, na divindade
Na eternidade do amor verdadeiro
A! Meu rapaz
O que mais te oferecer
Talvez a esperança de um mundo melhor!


Autora
Liê Ribeiro
Mãe do Gabriel/TEA.
Paz e luz...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.