Liê



A minha história
Relida
Reescrita
A partir de você

Eu não sou o outro
Eu não me culparei
Por ter perdido
O trem de ida

De ter esperado
Na estação da vida
Pelo instante exato
De partir...


Não é assim
Que as coisas funcionam
Não vou falar mal do mundo.
Não gosto de palavrões
Sua sonoridade é horrível
Eu não quero me enquadrar
Não preciso...


A minha biografia
É tão inútil aos que não conheço
De onde vim
Ou para onde eu vou
O que importa .
Poeta não é celebridade


A vida está totalmente parada
Mas eu aprecio
Essa sutileza da natureza
Em refazer seu habitat


Uma palavra de amor
É tudo que precisamos
Adoro as batidas
De um coração apaixonado


A delicadeza da poesia
A decifrá-lo em estrofes
A dor reinventada
Para nos fortalecer...


A tontura de viver
Em meio a tanta
Incoerência de atos
Faz-me recolher...


Nada de mim interessa
A ninguém
Passo meus dias lendo
Relendo, fazendo o necessário
Para sobreviver.


Mas creia, somos diferentes
Em nossa igualdade
Eu te amo você me ama
E essa é a nossa fábula!



Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz...

Comentários

  1. O começo, uma história de florestas e maçãs, e o despertar em meio a tantas outras.
    O tempo não passa, se repete, e a vida é a mesma, uma atrás das outras.
    Prá quem crê no poder das fábulas, prá quem crê no poder do amor...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.