O passado e o presente!







Hoje ao olhar-te
Atento
Assistindo Em Algum Lugar no Passado
E você faz isso
Há vinte anos, mais ou menos.
Fiquei pensando
Se tudo principia do nada


Da matéria á matéria
Do pó ao pó
Porque esse seu olhar saudoso
Porque sua emoção repentina
Ao som da melodia da Rapsódia Paganini?


Não consigo crer.
Que não carregas uma lembrança anterior
Numa sensação de algum amor perdido
Sua quietude repentina.
Sua introspecção.
É mais relevante do que qualquer descrença.


Seu passado guardado
Nesse seu espírito carente
E o seu autismo
Uma caverna, onde te escondes
Para não sofrer mais.
Mas se eu pudesse te explicaria.


Que não sofremos duas vezes a mesma dor
E que a beleza de vencê-la
Está na sutileza de várias vidas.
Numa roda que gira ao sabor do tempo
Altos e baixos,
Perdas e ganhos
Aprendizado, sempre aprendizado.


E contra todo ceticismo
Estamos aqui, cautos
Descobrindo pela milésima vez
Algum detalhe que nos faltou anteriormente.
Como você que repete com personagem
De novo, de novo, de novo.


Essa insistência de carregarmos a certeza
De várias existências
Faz-nos esperançosos
Iludidos e tolos.
Mas que magia essa manhã calma
Essa melodia percorrendo todos os espaços


O sol adentrando pela janela
E aquilo que deixamos para trás
Vamos buscar mais adiante
Eis a justiça divina,
Eis o nosso maior motivo para continuar!


Autora
Liê Ribeiro
Mãe de Gabriel Gustavo/TEA.
Feliz Natal.
Paz e luz.



Comentários

  1. Liê
    Que falar após esta linda poesia?
    Aindo teimo em algumas palavras - vou escrever sim.
    Amo você - amo Gabriel seu amor e fonte de sua inspiração.
    Um abraço carinhoso por tudo que você transmite e que me retoma à vida, após a fadiga do dia.

    ResponderExcluir
  2. Oi Sônia saudades, obrigada, amamos seu amor
    Obrigada
    que bom tê -la volta aqui..
    bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!