Poesia e Melodia.


Quando eu ouvi que você
Havia colocado
Todo sujo de Baton - Belchior.
Corri e fiquei olhando-te.
Uma lágrima suave nasceu dos meus olhos.


Será que além do autismo em seu DNA...
Registrei em ti o romantismo...
Então nada está perdido...
Seu coração guardado para amor.
Seu carinho esperando somente uma chance.


Que seu sorriso para a tal pessoa
Que um dia virá... Não saia do seu rosto.
Enquanto isso você se resguarda
Não por vontade
Mas por impedimento genético.


Não sofro por isso
E vejo que nem você
Tudo é tão breve
Dizem que te influencio
Com meus gostos...


Mas quando em silêncio
Vejo o quanto seu olhar brilha
Em cada toque da melodia
Em cada letra cantada
Mesmo diante da sua dificuldade.

Nesse instante.
Todo céu se abre
Toda nuvem se espalha
É a nossa esperança que nasce.

E para mim meu filho
É pura poesia
E eu corro para o papel
E eu tenho presa
Logo tudo pode se apagar.
Mas enquanto eu me iludo
Vamos vivendo nossa vida...


Um dia quem sabe
Falaremos dessas sutilezas.
Pois no fim do vazio e do acaso
Sei que um novo caminho
No universo seguiremos...


Autora
Liê
Mãe do Gabriel Gustavo/TEA.

Comentários

  1. Liê, sabemos que belamente descreve o seu viver e de Gabriel.
    Agora o mundo também necessita saber.
    O Blog é um pequeno mundo - vamos registrar tudo isto em um livro, dividir com o grande mundo - Vamos?!
    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.