Dizem que você é meu companheiro,
Pois aonde vou, te levo,
Mas que opção você tem?
Às vezes eu sei
Que gostarias de ficar aí em seu mundo
Onde habita a musica, o mistério.
E uma paz que falta nas pessoas.


Mas sua presença em mim
Faz-me mais confiante
Esse seu aprender a esperar,
Esse seu sorriso mesmo longe de casa.


Faz-me acreditar em algo
Que ainda não conheço.
Mesmo sem entender as minhas lágrimas
Você as limpa...


Mesmo às vezes incoerente em meus atos
Você na sua grandeza me olha
E diz:
Tudo bem, então tá bom.


Querido
Como lhe dizer
Que às vezes o mundo
É muito mais complexo
Que os seus olhos podem enxergar.

E se dividimos nosso mundo hoje,
Quantas correntezas de incertezas
Nós atravessamos.
Quantas ainda haveremos de cruzar.


Mas como olhar para o lado
E não ver-te atento a ouvir sua musica
Como não acordar e ouvir seu bom dia.
Como não ter fé, que um dia
Todas as pontes serão atravessadas.


E no repouso dos anjos
Veremos toda a passagem
Dessa nossa estadia na terra.
Alias alguns falam que acreditar nisso
É tolice, ilusão, crendice, talvez.


Mas seu destino, não foi um erro
Nem somente uma falha genética
Pois mesmo com suas limitações
Você venceu parte dos seus medos
E está tão presente na minha vida.
Que mal me reconheço
Quando por um instante você parte.


Autora
Liê Ribeiro
Mãe do Gabriel autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.