Poema de aniversário parte 3 / para meu filho.



Acha que eu iria esquecer
Tua presença nesse dia...
Caro menino...
Você faz parte
A metade da minha vida...
Um susto enorme...
Uma sabedoria infinita
Confesso que não te esperei...


Mas sempre te imaginei
Em meus poemas.
Rapaz você tomou todos os espaços
Cavou em mim sentimentos
Que eu jamais acreditei possuir.
Sofremos juntos,
Crescemos juntos.


Eu com mais dificuldades
Afinal trago defeitos antigos
Ranços que foram se diluindo
A partir de você...


Rapaz foram anos de labuta
De erros que sua mãe cometeu
Juro, tentando acertar...
Nem sempre consegui.


Foram horas incansáveis
Tentando alcançar-te
Nesse seu planeta encantado
Eu, tão sem jeito, inexperiente.
Tentando colocar-te
Dentro do meu contexto
Casa, vida, lida limites, liberdade.


Como buscar-te...
Como entender-te assim tão seu.
Um pedacinho do seu cantinho
Eu queria pra mim...
E ali ficar manhosa.


Sua mãe não sabia o nome
De sua forma diferente de ser...
Mas o que importa nomes?
Pois foram anos, nadando
Para chegar a sua ilha
Braçadas e braçadas...


A! Querido,
Dividir esse dia, minha vida
Minha existência
Que sem você passaria em branco.
É assustador e bonito.
A! Filho sua mãe vai chorar...
Prometi que não choraria hoje.
Mas nós aqui juntos, tão juntos
Que às vezes me confundo.


Fazendo-me refletir,
Sim, valeu à pena,
Cada lágrima, cada sorriso
Que bom envelhecer
Vendo você amadurecer
Obrigada filho!


Autora
Liê Ribeiro
Mãe do Gabriel autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!