Eu vou dormir
Você vai dormir
O mundo vai dormir


Alguém andará
Pela noite...
Alguém nascerá na noite
Alguém morrerá na noite


Apaguemos as luzes
Apaguemos nossos pensamentos.
Façamos de conta
Que acordaremos amanhã


Sonhos e pesadelos
Lembraremos.
Lembraremos de agradecer
Se olhos abrirmos...
Quanta cegueira no mundo.


Quanta inquietude em nossos corações.
Deixemos para depois
Tantas conjecturas.
Cansa sentir demais, ou de menos.


É muito para mim, num dia só...
Arrisco-me em nuvens altas do pensar
Com perigo de enlouquecer
Mera coincidência de sentimentos.


A loucura é irmã gêmea da sanidade
Uma linha tênue as separa.
Bom, mas vou dormir...
Foram três partos poéticos de uma só vez...


Minha cabeça dói...
As lágrimas já ensaiaram cair várias vezes.
Deixo a mesma melodia.
Uma reflexão plantada.
Chega preciso descansar...


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!