Meu poema para ti Rapaz de sorriso solto!




Lutamos hoje
Por um mundo eqüitativo
Soldados
De uma guerra
Às vezes injusta.

Tens um dia só seu
Meu filho
O autismo
Agravado pelas opiniões:


Que você seja somente
Um ser sem porquês?
Sem metas,
Sem ideais.


Mas você faz parte dos meus dias.
Às vezes de sol, às vezes de chuva
Às vezes de tristeza, devo confessar
Às vezes de imensa alegria.


Sou consciente de tua ilimitada inocência.
Consciente do meu próprio limite.
Peço perdão a cada manhã
Por muitas vezes ter errado contigo.


Você não se debate mais.
Pois o ser que mora em ti
É você mesmo e é autista.
Cresce devagar como uma semente.


Tenho consciência
Que o mundo te engolira
Mastigará e expelira fora se puder.

Quem é você?
Uma imagem sem alma
Dizem?
Uma peça estragada...
Um peso para sociedade.


Um adjetivo fácil de dizer
Por falta de amor de quem diz.
Mas você é:
Uma luz imensa na minha vida.


Azul, azul...
Amei essa cor
Para definir o dia da consciência sobre o autismo.
Quase te vejo como um ser respeitado.


Quase sonho com seu futuro
Quase acredito na humanidade
Quase chegamos lá...
O azul é necessário nesse cinza do preconceito
Em que vivemos.


Não temos trégua meu filho
Não podemos abaixar a guarda.
O peso do tempo nos impõe clareza
De pensamento.
Calma, muita calma.


Não podemos nos desgastar.
Com ideologias burras
De uma sociedade
Que só prima pelo consumo.


Vivemos um rascunho do que seja viver.
Pois a verdadeira vida é LÚDICA.
Mora em seu interior puro
Em sua fala ecolalica.


Em seu sorriso pelo prazer de ser
Estrangeiro em si mesmo.
Mas creia não vou sofrer
Por eles.


Não vou culpá-los por serem egoístas
Estamos todos em processo de evolução.
Mas eu sonho ver
Um mundo referênciando
Sua pessoa sem rótulos.

Se eu fosse te apresentar ao mundo
Como ele é...
Confesso que você sofreria mais.
Qual mundo te oferecer, além do seu?

O meu é tão cheio de ilusões e poesia
Veja bem onde você foi cair, meu anjo.
Eu deliro, Poetizo.
E você canta.


Mas vale e sempre valera
Cada momento a ti dedicado
Cada lágrima derramada,
E o melhor de tudo
Nosso sorriso duplicado!


Autora:
Liê Ribeiro
Mãe de um rapaz autista

Comentários

  1. Bacana...muito bacana...
    Eta mãe coruja!!!!!!!!!!
    Brincadeira....
    A conscientização precisa ser feita, e ela é azul!
    Parabéns,
    Abçs
    Claudia Moraes

    ResponderExcluir
  2. Oi Claudia, obrigada, prefiro ser mãe nuvem a cobrir de sonhos o Gabriel.
    A cor azul é perfeita para todos elesssssssss...
    abraço
    Liê e Gabi autista

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.