Oceano!





Eu tentei esquecer
Horas e horas vazias
Hoje cantamos
Hoje dançamos
Ontem chorei
Cansada da lida.


Mas hoje
Nossos olhos se encontraram
Numa doce melodia
Cantada a dois...


Seus olhos lacrimejantes
De lágrimas que nunca caem
Numa mistura de sorriso e fuga

Mas por favor,
Não se vá...
Nunca mais se vá.


Um dia você chegou
Trouxe algo de mágico
E logo partiu
Deixou somente vestígios
De alguém que viveu dentro de mim

Mas eu jamais desisti de reencontrá-lo.
Mesmo aos pedaços
Eu prefiro estar ao seu lado.
Nessas trocas tênues.


Nessa tarde chuvosa.
Musica, musica!
Regando nossas almas
Mas eu sei que amanhã


Tudo pode se apagar
Da nossa memória secular.
Mas viver cada minuto
Para ver-te ao menos
Um instante feliz...
Para mim é toda eternidade.

Flores e espinhos
Esse nosso jardim
Cores e dores
Fazem parte do nosso aprendizado.


Mas no lapso irreal do tempo
Eu aprendi a segurar minhas angustias.
A aguardar sem temor sua chegada
Quem sabe um dia...


Quem sabe ainda estarei por aqui
Se não, estarei
Sussurrando em teu ouvido
A mesma melodia...
“Assim que o dia amanheceu lá no mar alto da paixão”.


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz azul
Mãe do Gabriel/ autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.