Poema Triste!





Cansei, desgastou o tema
O perdão e o perdoado
O mau feito e feito pronto.
O primeiro e o derradeiro
Quem sair por último apaga o mundo.


Cansei...
O politicamente incorreto
Tem feito do mundo
Esse lugar inóspito e terminal.
Mas quem ficar por último
Fecha a porta do planeta
Carregue consigo a consciência
Da alma vazia...

Desisti de falar ao vento
Ainda existe os que insistem
Na falácia do que nada aconteceu.
Mero dia infeliz... Meros seres imperfeitos

Que de maneira alguma quiseram ofender.
Judas também não quis trair Jesus
Momento de fraqueza
Que levou um ser humano a Cruz.


Cansei!
A vida vivida em água rasa;
Sentimentos rasos...

Deixa para lá, tanto faz...
Á lagrima do outro
E mera fragilidade humana.


Que pena que  a humanidade
Esteja se tornando nisso
Uma mera passagem pelo planeta.
Uma mera civilização em extinção!


Autora
Liê Ribeiro
Mãe de um rapaz autista.

Comentários

  1. Acreditamos nas mesmas coisas, isso é o melhor em nós!
    Tb estou cansada...mas, não posso arrefecer, por nós e pelos meninos.
    Seu poema diz tudo!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Liê, tradutora dos sem tradução.Amo ler vc.Bjs, Lilia.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.