A escola da Vida!


Gabriel


A escola da vida!





Onde está meu jardim?
Vou regando
A terra seca do meu caminho
Com lágrimas.


Olho, para dentro de mim,
Quem eu sou?
Está refletido nesse seu olhar perdido
Para o céu cinza.


Se vai chover?
Deixa a tempestade lá fora
Esqueça as dores.
Você esta protegido aqui dentro.


Não fuja para longe de novo.
A chuva logo vai embora
Mais o que eu sinto
Jamais arrancarei do meu coração.
Não tenha medo.


Foi o medo que te fez
Fechar a porta de sua casa interior
Mas se houver uma fresta,
Pequena que seja, espiarei...


O que quebrou?
Não posso remendar
Mas sei que posso a partir
De agora, acolher-te.


Não há pesares...
Não há lógica que explica
Vislumbramos algo além
Dessa nossa vida cotidiana


Já fui já voltei
E a brisa fria,
Corta meu rosto
Congela a lágrima que ia cair.


Por que?
Nada pára a rota da nossa história
Para dar-nos chance de rever
Conceitos errôneos.

Aonde Deus possa nos ouvir?
No silencio da nossa essência, creia.
Quando você eleva suas mãos tremulas
E diz amém...
Deus pode te ouvir.

Essa é a verdadeira cura
Amor refletido nos seus gestos
No seu olhar, nas pequenas trocas
Quem entenderá isso?
Talvez ninguém.


Mas se há uma escola da vida!
Essa nós cursamos.
Você...
Com certeza passará! Com méritos.


Eu, A! Com certeza ainda preciso
De muitas idas e vindas
Mas esta sendo um grande aprendizado...
Cursar com você a escola da vida!


Autora
Liê Ribeiro
Mãe de um rapaz autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!