Sua luta me inspira!




Inspiro-me em tua luta
Confesso teu pecado
O que fizemos para
Traçar esse nosso destino?


Ninguém viverá por nós
Nossas vidas.
Ninguém pode controlar
Nossos desígnios


Bendito livre arbítrio.
Cheio de altos e baixos
De dias e de noites
Onde buscamos vencer
As horas que insistem em correr.

Corre a nossa frente o tempo.
Haja perna
Haja fôlego para alcançar-te
Mas para alcançar-te somente
Tendo asas...
Voas alto, muito alto.

Vão distantes os quilômetros vividos.
E eu vou escrevendo
Milhões de linhas
E não consigo entender-te.
Desisto de tentar moldar-te


Da lama a terra e a criação.
Do barro a forma
Não há uma que seja igual
Quem cunhou a semelhança
Enganou os desavisados.

A lógica da vida,
Não está nas escrituras
Mas gravada dentro da alma de cada um.
Ter fé, ou não ter
Não tem a mínima importância
Pois tendo ou não ela existe.

Se não há nada alem da terra
Que desperdício de inteligência
Gastar tantos milênios
Num mundo...
Que a humanidade vai destruindo.


Se tudo termina no tumulo frio
Será o premio para quem não crê.
Morre a matéria, finda a esperança
Mas como para o poeta tudo é eterno
E infinita em quanto dura a inspiração.

Vale um Patuá na mão
Um benzer na encruzilhada
E a confiança na vida que continua
Na simbiose do amor divino...


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.