Poema Feliz dia das Mães!




Dê uma chance para a mãe
Ela precisa parir seus medos
Ela precisa gerar suas angustias
Ela precisa vencer suas limitações.
Dê uma chance para a mãe
Ela precisa cuidar dos seus
Ela precisa cumprir sua sina.


Dê-lhe uma chance para errar.
Dê-lhe uma chance de amar...
A mãe do mundo no fundo solitária.
Padece por falta de ternura

E na orfandade das horas
Quem chegou primeiro?
A afinidade e a analogia.
As noites insones
A procura de solução
Para todas as mazelas do planeta.

Dê uma chance para a mãe
Ela precisa respirar
Ver os seus caminhar
Ver alguma razão para seguir...
Vendo todos partir.
E aqueles que jamais partirão
A seus cuidados ficarão.


Perdoa a mãe sem razão
Que nem atinou para sua importância
Perdoa a mãe que nem descobriu
A beleza de acolher um filho...


A maternidade é uma dádiva
Para aquelas que geram
E toda a gloria para aquelas
Que recebem em seus seios
Os filhos que foram abandonados.


Mas busque essa mãe em algum olhar
E que seja terno, materno, afável.
Não peça mais do que ela possa dar.
Pois a mãe é o fio que prende a Terra
A divindade de Maria.


A redentora de toda humanidade
Pois se pode inventar todas as coisas
A mais nova tecnologia
Mas nada substitui o amor de uma mãe...
Que nos dá sentido à existência...


Lembre dela nas manhãs de café
Daquela conversa na mesa
Lembre dela nas noites estreladas
Onde o momento de dormir
Tinha sua benção...


Lembre-se dela o reflexo no espelho...
Descubra quantas semelhanças nas diferenças!
O quanto ela é importante...
Mesmo que às vezes lhe passe despercebida
Dê-lhe a chance de ser redimida pelo amor.


Autora
Liê Ribeiro.
Paz e luz

Comentários

  1. Muito bonito esse poema.
    Ofereço-o a minha mãe Noemia no Plano Maior, se vc permitir...Será que ela vai ler???*rsrsrs* Espero que sim, ou melhor, acredito que sim.
    Adorei tb a música.
    bjs
    Claudia Moraes

    ResponderExcluir
  2. Dona Noemia quem sabe encontrou minha mãe lá, que esse poema alcance suas almas e as façam felizes...
    Dona Noemia esse poema com carinho ofereço, relembrando seu sorriso quando me viu na varanda.
    bjs
    Liê

    ResponderExcluir
  3. Ai,ai,ai...quer me fazer chorar, é???
    Obrigada,
    bjs
    Claudia

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.