Poema eu Gosto de gente,gosto mesmo!




Eu gosto das sutilezas
A fraqueza humana
É sua escola para aprender.
Eu gosto de sentimentos de amor

De romance, de beijo ao acordar...
Eu gosto de lua sempre plantada no céu...
Mesmo sem estrelas,
Elas estão lá no infinito

Graças a Deus
Os homens não podem tocá-las...
Sonhos e mitos
Que ficaram no passado...

Eu gosto de dançar
De sonhar na janela
Com sua sombra virando a esquina
Que tal aquela surpresa de repente.

Eu gosto da beleza da alma
Aquela que não maquiamos
Mas temos preservada no amor
Se o amor em nós existir.

Eu gosto da hipótese da imortalidade
Faz toda luta valer à pena
Faz a esperança jamais fugir
Do nosso alcance...

Faz tempo que o tempo passou
Vão se as horas, 
Em nossos relógios
O universo não pára...
Ontem aquela menina
Hoje essa mulher madura.

Ontem quase um século
Amanhã outros personagens
A poesia não pode morrer
Mesmo que a poetisa finda.

Precisamos caminhar.
Precisamos amar
Vestir-nos de gente
Eu gosto gente, gosto mesmo!


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!