O amor nos protege da extinção!




Fizemos um roteiro 
De nossas vidas
Cálidos ensejos a sonhar.
Mas há tantos atalhos
Que não sabemos
Qual o verdadeiro caminho.

Então?
Não há um antídoto
Contra a dor da alma
Somente seguir adiante
O que nos espera?

Saberemos na hora exata
Não podemos adiantar o relógio
Nem atrasar nossas vidas.
O tempo infalível nos leva
Para o mar do destino.

E as promessas outrora
Pronunciadas...
A poeira do tempo cobrirá
Precisamos lutar
Para sermos humanos
Precisamos lutar
Por direitos
Adquiridos ao nascer.
Mundo ingrato.

E aqueles que nascem
Com a prova da limitação
Mental e física.
São quase aniquilados.

Lei de Darwin,
Os que não resistirão
Devem ser eliminados
Ou nem sobreviverão.

Nós estamos vencendo
A incoerência da natureza
Darwin se esqueceu da alma
Perfeita a espera dê asas
Para alçar seu vôo

E como a cria
É linda além da matéria
A mãe o protege da extinção
O coloca ao salvo em seu coração
O que nos distingui da irracionalidade
Da lei natural das coisas
O amor, o amor, o amor...

Autora
Liê ribeiro
Mãe de um rapaz autista.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!