Resenhas de uma vida!




O mundo parece desordenado
Queria encontrar alguma lógica
Que não fosse real demais.
Completa de poesia e orvalhos.

Eu nos vejo
Em uma grande montanha.
Caminhos de pedras e espinhos
Essa luta que travamos

A paz tem sabor de sorvete
O amor tem gosto de nuvem
E quando dançamos
O mundo parece menos triste.

Acuadas as pessoas fogem
Perdidas as pessoas matam
Más as pessoas se tornaram
Nenhuma solução imediata.

E nós, andamos coladinhos
Nós olhamos para o céu
E vemos os pássaros livres
Nossos pés presos ao chão.

Mas nada é em vão, penso!
Precisamos urgentemente de gente
Precisamos de olhos puros
De atos sinceros.

A solução diluída
Em gotas acidas de indiferença
Tanto prazer raso,
Tanta ganância revelada.

E nós nos surpreendemos
Com esse amor sincero
Reverso de tanto ódio exposto
Precisamos somente
De um dia assim sem vazios acumulados.

Sem tristeza, sem mortes cruéis
Sem guerras, sem poderes, ou poderosos
Precisamos somente,
Da força da natureza

Da beleza do mar ao por do sol
De viver por amor, e por ele
Um dia morrer...
Para renascer além das estrelas, plenos!


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!