Mais um poema de Aniversário!






Mãe
Palavra tão forte
Às vezes procuro-te
No olhar de alguma senhora
Na rua de braços com a filha

Uma saudade
Da sua pequena presença
Ao meu lado
Precisando do meu apoio.

Às vezes
Eu procuro entender
A incompreensível distância
Entre a vida e a morte.

Quantas coisas
Eu me esqueci de dizer
Os perdões que ficaram
No porão do meu pensamento

Meu coração machucado.
Que injusto
Culpar o destino.
A extinção e a eternidade
Irmãs no amor

Uma simples caminhada para nada, será?
Não creio...
Conheci de perto
A solidão do útero
Persegui a sua sombra
Por toda a minha vida

E agradeço ao pai
A convivência
Com sua pessoa
Todos os embates
Toda cumplicidade

Pessoas tão diferentes
E irremediavelmente parecidas.
Quem dera possuir tua força...
Tua partida segurando minha mão.

Você me chamando de Liezinha
Como se eu nunca tivesse crescido
Sua preocupação com meu temperamento
Muitas vezes irascível.

Seu confessar já partindo
Que ma amava...
Foi à chave para minha felicidade
Mãe, como é bom senti-la viva
Em algum lugar, quem dera repleto de flores
Flores que você tanto amou...
Feliz aniversário minha querida...
A Liezinha envelhece e jamais a esquece...
Amo-te minha Mãe!

Autora
Liê Ribeiro
Filha da Dona Nair...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.