Reinventar a Vida!



Reinventar a vida
Para mudar
A imagem
Refletida no espelho
O que nos pertence?
Um punhado
De consciência
Que findará amanhã.


Caminhar
Mais que os passos
Para fugir dos predadores
Não me culpe
Por viver assim


Meio gente, meio carne
Meio humano, meio tudo
Meio nada...
Quase inteira.

Escola da vida
Ensina
Quem muito quer
Nada tem
Quem tudo tem
Sempre quer mais...


Mas o vazio interior
Continua
Somente o amor
Somente ele pode preencher.
Cavar, cavar
Sangrar as mãos


Até encontrar
Algum sentido
Para existir
Plantando poemas
Colhendo corações

Não irei me alongar
Quem quiser
Que vista a brisa
Respire as estrofes
Acredite na eternidade

Aprenda a viver
A vida por inteira!


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.