Para Sempre !





Para sempre
O quase eterno
Um punhado de sonhos
Jogados ao vento.

Não há alma que vença
O cansaço das horas
Nem corpo
Que resista aos traços
Do tempo.

Mas se há um sorriso
Por detrás da lágrima
Então há sentido
Em continuar...

Se há uma criança
Ainda viva em nosso interior
Vale, vale viver...
Todos os sentimentos.

Para sempre
São momentos
Que guardamos em nosso coração.
E se sofremos, aprendemos
Aprendendo, seguiremos.

Uma parte fica pelo caminho
É normal, a continuidade
Vai além da nossa compreensão.
Toda história escrita

Devemos ter coragem
Para releitura dos nossos atos.
O que seremos mais adiante
Cabe a nós construir...

Ruínas internas
Muitas vezes por arrumar.
Ontem, foi passado
Hoje é o presente
Amanhã talvez um futuro
Que nunca chegue.

Porque esperar a vida
Ao invés de ir atrás dela!
Onde ela vive?
Talvez...
Em cada esperança dividida.


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.