Como é amar uma Poetisa?




Suas mãos estão vazias
Pega as minhas
Sua pele está fria
Abrace-me te aquecerei


Foi assim que nos conhecemos
Uma carência de vidas
Uma vontade de ser feliz
Uma troca de sentires
Perdidos dentro de nós.


Como é amar uma poetisa?
Nada comum pensar em rimas
Nada perfeito,
A imperfeição da pessoa
Vencida pelas horas


E sorri, prefere assim...
Misturar tudo,
Cobrir de flores a terra seca
De amizade a indiferença


Forrar a mente de poemas tantos
Vem sem querer eu juro
Vem para me resgatar
Não me deixar enlouquecer.
Imagina tanto pensar
Sem poder sair...


Minha cabeça dói...
Minha mente poetiza
Eu sou isso aí...
Pouca lógica e muita inspiração...
Como é amar uma Poetisa?


Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!