Linhas Poéticas!


Como respirar sem o ar?
Como esconder
Que a alegria
Veste-se de pele com pele
O cantar dos anjos.

O Amor!
Quem o aprisionou
Nas formas
Nas regras
No pecado?

Livre derrete-se em suor
E prazer...
Foi assim
Que prometi
Vivê-lo.

Assim prometi
Colocá-lo
A salvo
Nas linhas poéticas
Do meu coração

Não revelarei tua face
Nem julgarei tua alma
Foram séculos
Para moldá-lo dentro de mim...

E assim será
Guardado a sete chaves
E um bocado de inspiração
O amor me cura.

De ser real quando não desejo.
Só o amor me salvará
Na verdade de mim mesma...

Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.