Poema da Noite Fria!




Eu precisava
Escrever sobre
As abelhas
O sabor doce do mel
Adoçando  fel das falas alheias.

Eu precisava regar
As flores dos jardins
Que não existem
Aquele cheiro
De maresia...

Eu precisava
Enxergar
Alguma inspiração
Nessa vida cansada da lida

O corpo pede descanso
A mente um pouco de paz
Eu precisava
De uma dose de animo

Essa briga constante
Entre a realidade e o sonho
Deixa-me acreditar
Que há  beleza que ainda não conheci.

E se eu cair venha me amparar
O que vejo no mundo é medonho
Me afeta por dentro, dores atrozes
Eu precisava da esperança

Menina de cachos longos
Menina que partiu e nem pude
Sentir sua essência
Trazendo-me algum alento.

Se eu fugir,
Eles me alcançaram
Se eu ficar eles me consumiram
Nada a fazer, escrever, escrever
Talvez escrevendo eu seja  eternizada
Quiçá seja nos corações poéticos.

20/10/2011
22h30min
Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!