Poema por encomenda!




Você me encomendou um poema                              
Mas não posso
A prosa tava boa
Mas é cansativo
Ouvir e nada guardar

Conversa fiada
Desinteressante, eu desligo
Digo, sim, hum!
Mas nem estou ali...  
      
Minha mente
Percorre labirintos
Que você
Nem ninguém conseguiu alcançar
Mas o poema vem nascendo

Mas eu não sei o que escrevo
Estou fechada em mim...
Se eu falar explodo
Se calar eu implodo

Vou escrever então
Queres rimas...
Mas a rima pressupõe
Romance

E a vida está tão pratica
Terrivelmente real
E a realidade mata a inspiração.

Uma pitada de sal,
Nesse dissabor da vida
Precisamos...

Veja! Nós só damos valor a algo
Quando perdemos
Que pena envelhecemos
Ainda não aprendemos!

Autora
Liê Ribeiro
Paz e luz...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!