Que sejamos felizes nesse momento presente.




Desalinho meu intimo
Para colocar-te seguro
Uma pitada de esperança
É o que necessitamos
Para continuar esse dia
Que principia assim já quente.

Espero por um amanhã melhor
Almejo um futuro
Que talvez possa não chegar
E confesso
Que nas horas quietas dentro de mim.

Eu sofro
Em pensar que um dia
Seguiras sozinho,

E a solidão para ti
Seria ficar jogado
Num canto qualquer
Sem ao menos receber um carinho.

Dói como navalha,
Esse pensamento
Que vem assim do nada
Querendo me torturar
Mas eu respiro fundo
Choro rios que ninguém vê.              
Lavo esse rosto cansado do tempo

E vou fazer algo
Onde em cada canto você está
Não vou perder meu sono
Não vou sofrer mais desse jeito.
Não há por que...

Vencemos tantas batalhas
O horizonte ao destino pertence
E como eu acredito no amor eterno
E que somente o amor nos cura
Que sejamos felizes nesse momento presente.

Autora
Liê Ribeiro
Mãe de um rapaz autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.