Poema da Noite Chuvosa!




Não vê
Que tudo que faço
A sempre um pedaço
Do teu desejo...
Talvez um dia
Eu deixe de escrever

Talvez não haja
Mais nada para registrar
Papel em branco
Mas vida um eterno rascunho...

Se há respostas
Que alguém aprenda a buscar
Nós?
Nós vamos navegando
Por esse mar calmo

Após atravessarmos
Nossas tempestades interiores
O máximo que nos abalamos
São as ocasiões

Que eu mesma estou inquieta
Arredia com o dia e com você
E você passível espera
Que eu retorne da minha incoerência

Dou mil passos
E parece que não saio do lugar
Não há perfeição fora caridade, eu sei!
Não chegamos até aqui
Sem nenhuma dor

Vencer o tempo, nem as horas conseguem.
Vamos assentando nossas poeiras
Vamos limpando nossas agonias
Do que vale seguir sem nenhuma Esperança
A mínima que seja.
Então pegue em minhas mãos e sigamos!

Autora:
Liê Ribeiro
Mãe de um rapaz autista!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.