Vencendo do dia!


Não componho a alegria hoje.
Momentos raros
Na vida atribulada do poeta
Tão fugidia, mal sentimos seu sabor
A vida na sua realidade
Pede atenção diária...

Perder o sabor das coisas
Que sentido faz continuar
Enganando-se...
A tristeza parece às vezes mais forte

O lamento de uma musica ao longe...
É o caminho que devemos seguir
Mais cedo ou mais tarde
Todos nós acordaremos

Quem dera em outros campos
Menos dores, menos odores
Algum perfume de rosas
Não nos conhecemos

E deixamos por escrito
Cada instante mal vivido
A complexidade do existir
Não, nunca foi simples viver

Pois nada se resume somente
Em respirar, comer, defecar
Há o pensamento, o sentimento
Lutas quotidianas para vencer,
Preconceitos por debelar
Guerras para derrotar

As piores são as internas
Quase sempre vencedoras de nós mesmos.
Mas se tudo é uma lição
Que sejamos eternos aprendizes.

Autora
Liê Ribeiro
Mãe do Gabriel/autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Atravessar a Ponte!