Poema do Outono!


Outono!
Manhãs frias
Sonhos intermináveis
Busco nas estações.
Prefiro
As estações das flores
Mas adoro
As manhãs de outono.
Onde a brisa
Traz alguma lembrança
A vida
É feita de recordações
Algumas boas outras ruins

O frio pede aconchego,
O calor pede a nudez
Encontro de corpos...

Mas a neblina vem
Cobrir-nos de algo mágico
Quem nós escondemos
Afinal de nós mesmos?

Olhar com parcimônia
Cada manhã que chega
Outono!
Pede colo macio
Um chá ao entardecer
Aquele conversar a toa
A risada que brota...
Mas o poeta não pode esquecer
Quão lindas
São todas as estações!

Autora
Liê Ribeiro...
paz e luz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.