Livre para ser Feliz!


Eles querem que adormeçamos nossa consciência
Que não enxerguemos a falsidade mascarada de verdade
Da vida cotidiana dessa humanidade

Insistem em dizer que dentro de ti não existe nada
Um vazio de pensamento,
Um vazio de sentimento
Uma vida pouco importante para os espertos

Mas seu pensar está muito além da nossa compreensão
Algo de enigmático e sublime...
Seu sentir é como a conquista da lua
De longe parece inatingível,
Mas quando lá chegamos que magia
Ganhamos o universo...

Eles querem que desistamos da luta
Falsos detentores de suas próprias mentiras cotidianas

Quem quer o bem do outro
Não se esconde de si mesmo
Nem faz da sua pessoa alvo de disputa
Os valores distorcidos pela ganância

Quanta divida eles contraem
Haveremos de pagar cada uma.
Como seria para eles fácil tudo se apagar
Somente numa vida...

O que deixariam para traz?
Rostos tristes, pouca saudade.
Mas a vida é eterna e nos cobrará
Não tê-la vivido em sua plenitude

Confesso que a dor é uma lição
Difícil de assimilar
Mas você me ensinou que após senti-la
Podemos buscar outras sensações

Você espera de nós os sinais
Para seguir...
Que caminho espinhoso meu filho
Uns jogam pregos em nossa passagem
Outros nos mostram tanta dignidade

Esse é o mundo que vivemos...
Mas se fosse para desistir
Seria a milhões de anos atrás
Onde vocês ainda viviam em porões

Hoje pelo menos
Tentamos abrir todas as portas
Que vocês possam ser livres
Livres para serem felizes...


Autora
Liê Ribeiro
Mãe do Gabriel/autista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Poema para Gabriel!

Poema FELIZ ANO NOVO, PARA MEU FILHO, GABRIEL, autista.